27 junho 2007

Paciência e perseverança

Sentada no parque, serena. O Sol lança seus raios por entre as árvores, mas ainda assim o frio é cortante.

Nem o Sol, nem o frio a incomodam enquanto ela espera. Espera o quê? Não sei. Pode ser um amigo, pode ser um amor. Um parente? Um pensamento? Talvez somente a hora de ir pra casa.

Percebo que está tranqüila. Aproveita o tempo para refletir ou para observar o movimento. Talvez os olhos procurem discos voadores no céu...

Não sei o que ela aguarda, mas sei que é importante. Pacientemente espera e sabe que uma hora o que espera vai chegar. Nem o Sol, nem o frio lhe impedirão de ser feliz.

3 comentários:

Lana krisna disse...

Gostei desse...(ainda não li todos)

Senti algo diferente quando o li.

É sempre bom quando um texto nos faz pensar!

abraços

add seu blog aos meus feeds no orkut! ;D

MilfordMaia disse...

Saber esperar e ao mesmo tempo, estar pronto para receber o que tanto se espera.

Sorte? Não creio, pois o que existe é o encontro entre oportunidade e preparo.

Forte abraço! Visite o blog! http://milfordmaia.blig.ig.com.br/

Trebor Basques disse...

A beleza do esperar esta em saber quando agir....

Porque cada pôr-do-sol é único e irrecuperável, não podemos perder as oportunidades...

Lindo texto....

Um efusvio abraços

Trebor Basques