01 maio 2007

Empatia

Empatia sf. Tendência para sentir o que sentiria, se estivesse em situação vivida por outra pessoa. (Dicionário Aurélio)
Há um vídeo em páginas da internet e circulando por mensagens de correio eletrônico (no meu e-mail mesmo já chegaram 3, devidamente encaminhadas à lixeira) no qual um homem puxa blusas ou saias (e às vezes até a roupa íntima) de mulheres andando na rua.

Falei com amigos. Muitos acharam engraçado. (Scotch, graças a Deus, não). Não sei que graça tem.

Qualquer pessoa que já tenha sonhado que estava nua (e esse é um sonho recorrente na infância) sabe o quão constrangedor é essa situação.

Mais do que isso, a atitude é humilhante demais, ao impedir qualquer reação da vítima que, entre perseguir o estúpido autor e se vestir, prefere obviamente se recompor. A covardia do autor desses atos é algo que há do mais profundo machismo, do qual todos os homens deveriam se envergonhar. Rebaixa, humilha e envergonha a mulher.

Outro dia, em um aniversário, exibiram esse vídeo. Quase todos os homens riram. E se as vítimas fossem suas mães, irmãs, esposas, namoradas ou filhas? Continuariam achando engraçado? Algumas mulheres - pasmem - riram também. E se fosse com elas?

Mas o brasileiro em geral tem uma enorme dificuldade de se colocar no lugar do outro. E disso decorre toda a sua falta de educação e respeito.

Um comentário:

Milford Maia disse...

E é por estas e outras que ainda não temos uma verdadeira nação.

Que falta faz compreender a si mesmo e aos outros.

Forte abraço! Leia o blog!