04 maio 2007

Para uma amiga (com quem tive a felicidade de trabalhar)

Nenhum homem, por mais fé que tenha, conhece os desígnios de Deus para sua vida.

O homem temente a Deus faz o que acha certo na sua vida, pedindo orientação divina, mas esta nem sempre é clara.

Por vezes teimamos naquilo que achamos correto, justo e bom. Sem resultado.

Isso acontece porque nossa vontade é oposta à dEle. Não por ser pecado, não por ser errada (poderia ser, mas não neste caso). Simplesmente Ele tem algo melhor a nos oferecer, então não permite que nossos desejos prevaleçam.

Fazemos o quê? Esperamos sentados que Ele revele Sua vontade, em atitude de contemplação? Não, de forma alguma! Tentamos de todas as formas realizar nossos sonhos, já que não temos como saber Seus desígnios.

Quando nossos esforços quedam em vão, finalmente a Sua vontade pode se concretizar, realizando em nossa vida o que Ele nos reservou.

O que é? Não sei. Mas essa é a única vantagem de ter fé nesses casos: aceitar que nossos esforços foram infrutíferos, embora sinceros, e aguardar pacientemente que o bem maior se revele em nossa vida.

Boa sorte, amiga. Estamos torcendo por você, confiando que a sua felicidade não tardará.

“O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos.”
(Provérbios 16:9)

Um comentário:

Danielle disse...

Gostei desse seu texto. Também acho que Deus sempre nos reserva o melhor, apesar de nem sempre conseguir ter paciência p/ esperar a manisfestação Dele! Achamos sempre que sabemos o que é melhor. Interessante que estou lendo um livro que fala sobre isso, " A verdade de cada um"! Estou gostando!
Beijãooooooo